Prenúncio telegrama contextos histórico Theme
TOGETHER

“É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que eu digo.” Clarice Lispector

Pega no meu queixo e diz que não sou só eu que sinto medo aqui. Faça alguma coisa ruim, qualquer coisa que me impeça imediatamente de sentir esse amor absurdo por você. Estou nas suas mãos e isso não é uma metáfora. Porque eu já não sei mais nada. Parece que sou mesmo seu foco de vida, mas também pode ser que você ande apenas distraído do resto do mundo. Ou, vai que você tá mesmo certo, as coisas são assim mesmo, o amor invade pela boca enquanto a gente se olha e fica rindo. Gabito Nunes.
E a gente vai se olhar e rir de todo esse dramalhão, vou te chamar de boba, você vai me chamar de besta e amanhã de manhã um outro sol, não mais tão quente e nem tão brilhoso quanto antes, vai nos convidar pra passear enroscados na calçada da mesma ruazinha apertada e sem graça de sempre, como sempre foi. E as pessoas vão perguntar se você voltou. E você vai dizer que nem foi. Gabito Nunes.
Robin, esses dias “tava” pensando em tudo o que a gente enfrenta dia à dia e nessa guerra pessoal que nunca dá em fim. Não dá nem fim da guerra, nem de nós dois. Acho que se eu pudesse colocar uma metáfora perfeita pra você seria universo. Quer dizer, você não poderia ser só um mundo e muito menos dois, porque você tem várias de si mesma. Então eu prefiro te colocar tipo um universo. A lua perde de lavada pra você quando se trata de fases, Robin. E eu ainda não sei te dizer se isso é bom ou péssimo. Porque a maioria das suas fases não gostam muito de mim, mas você gosta. Pode negar quantas vezes você quiser, mas sua paranóia sempre te entregou. Já perdi a conta de quantas vezes você quis se fazer indiferente pra depois explodir. Talvez eu seja só mais um mundinho nisso tudo enquanto você consegue reunir todos os 8 planetas do sistema solar e todo o resto que ninguém conhece do universo. Nem sei mais quantas vezes você se fez de pedra, sendo que todo mundo sabe o quanto você não é durona. Ou melhor, ate é. Mas não o tanto quanto você gostaria. Você me faz mal a cada vez que bate a porta na minha cara querendo sumir, deve ser por isso que eu sempre te quero de volta. Pra ter certeza que uma parte sua sempre vai ficar mesmo querendo ir. Porque até aquele átomo que ninguém vê força a cabeça que ele nem tem pra te entender. Eu sempre reclamei e nunca consegui. E eu queria mesmo largar dessas suas fases e ir procurar alguém que seja uma coisa só pra que eu possa entender. Só que, Robin, o que é um mundo comparado a um universo? Isso aí. Nada. Acho que deve ser por isso que eu sou incapaz de procurar outra coisa. Porque eu sei bem que não quero achar. robin and stubb.
Loucura é ‘ficar’ sete meses, namorar cinco anos, noivar mais dois e não ter tesão na lua de mel. Perigo é não se render a alguém que tem urgência em te querer só porque o manual de instruções do seu coração recomenda prudência e canja de galinha. Você pode perder a razão, a cabeça, os princípios, a harmonia e a saúde mental. Desde que saiba exatamente onde está seu coração. Loucura é não arriscar. Perigo é não ceder. Gabito Nunes.   
Não é fácil, muitas vezes eu me sinto sufocar de saudade, de vontade de estar perto. Caio Fernando Abreu.
Se a gente colhe o que planta, coloca um sorriso no rosto, que logo ele brota na alma.


1




Theme